Até onde dar autonomia para o seu filho?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

autonomia para o seu filho

Sem dúvidas, autonomia para realizar certas atividades é um passo fundamental para o desenvolvimento da criança e do adolescente. Através de novas experiências, é possível aprender a respeitar regras e conhecer os limites impostos pelos pais.

Porém, ceder essa liberdade aos filhos ainda é um desafio constante para muitas famílias. Com o aumento da violência e a insegurança em deixar que ele enfrente o obstáculo sozinho, a missão fica ainda mais difícil.

E, diante desse cenário, surge a dúvida: até onde você pode dar autonomia para o seu filho? É o que vamos responder agora.

Permita que seu filho atue sozinho

De acordo com a idade, considere o que o seu filho pode fazer sozinho em seu dia a dia. A lista pode incluir responsabilidades domésticas simples, obrigações escolares e organização de tarefas que ele tenha como hobby.

Acompanhe a realização de cada item, mas não interfira de imediato caso encontre algo errado. Avalie primeiro seu desempenho e, se necessário, ofereça ajuda e outras soluções. Se ele recusar, não vale a pena criar atrito. Lembre-se de que ninguém nasce sabendo tudo e que perseverança é fundamental para o aprendizado.

Abra espaço físico e emocional

Não adianta limitar a autonomia para o seu filho e mantê-lo restrito somente às atividades que você delimitou. Com certeza, ao perceber que consegue executá-las com presteza, ele desejará ir mais além, inclusive no que diz respeito a seus interesses particulares, como sair sozinho e ir a festas.

autonomia para o seu filho

Sendo assim, participe da escolha do seu filho e construa com ele uma avaliação dos pontos positivos e negativos de cada decisão. Não tente invadir sua privacidade e se mostre sempre disponível para ouvir e conversar. É importante abrir espaço físico e emocional para que a adaptação a toda essa independência seja natural.

Dê autonomia para o seu filho, mas imponha limites

É fundamental que seu filho experimente sem medo de errar. E você não deve desanimá-lo por causa de um ou outro acontecimento inesperado. Ao mesmo tempo, é fundamental que você estabeleça regras e limites.

O fato de ter autonomia não é motivo para que ele leve uma rotina desregrada e se coloque em risco. Atue com autoridade, de forma não invasiva, mas deixe claro que o processo de desprendimento dos pais é gradual.

Incentive a capacidade de pensar e avaliar

Filhos independentes precisam ser estimulados a pensar. Portanto, não ofereça respostas prontas e incentive seu filho a avaliar suas atitudes, escolhas e consequências.

Com o raciocínio e a criatividade ativados, em breve ele terá discernimento para saber até onde pode ir e quando deve procurar ajuda para solucionar suas questões. Aconselhe, sempre que puder.

Não há determinações estabelecidas para descobrir até onde dar autonomia para o seu filho. Esta é uma descoberta que você fará juntamente com ele, de forma paciente e delicada. Mas mantenha a tranquilidade: ainda que essa mudança pareça dolorosa, ela trará muitos benefícios no futuro.

E você, consegue dar autonomia para o seu filho de maneira natural? Quais são as atividades que ele já consegue realizar sem interferência? Tem alguma dica interessante para repassar a outros pais? Comente e contribua com sua experiência!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×