Meu filho não gosta de estudar! E agora?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

filho não gosta de estudar

Seja qual for a idade escolar, muitas crianças não conseguem desenvolver interesse pelos estudos. O fato deixa muitos pais preocupados e perdidos: afinal, como é possível mudar esse cenário tão delicado?

Sem dúvidas, o principal fator a ser abordado é a motivação. Portanto, estimule seu filho a se interessar pelas disciplinas, dê os parabéns pelas conquistas e reconheça suas melhorias.

Mas se isso ainda não for suficiente e ele continuar mostrando um desempenho fraco além do desinteresse, este artigo pode ajudar. Continue a leitura e descubra o que fazer se o seu filho não gosta de estudar!

Mostre a importância dos estudos a longo prazo

É comum que muitas crianças e adolescentes pensem que estudar é sinônimo de boas notas e passar de ano, apenas. E, pela falta de maturidade natural da idade, é normal que não se preocupem com os verdadeiros impactos da educação em seu futuro profissional e pessoal.

Sendo assim, se seu filho não gosta de estudar, mostre a ele a real importância dos estudos a longo prazo. Dê exemplos de fácil entendimento, até mesmo falando de pessoas das quais ele conhece.

O segredo é mostrar para ele que estudar proporciona um conhecimento de mundo mais aprofundado e é essencial para a formação de nosso caráter e construção de relacionamentos. Ao entender que a escola vai além do lápis e do caderno, as chances de que ele reative o interesse são muito maiores.

filho não gosta de estudar

Ajude na definição de metas nas matérias de maior dificuldade

Se mesmo na idade adulta é fácil se desmotivar diante de algum impasse, imagine crianças e adolescentes lidando com isso. Seu filho não gosta de estudar e essa questão pode também ser atribuída à complexidade das atividades que ele precisa realizar.

O primeiro passo é, então, identificar em qual área de conhecimento ele demonstra mais dificuldade. A partir disso, sente-se com ele e estabeleça metas de estudos, para que ele divida sua jornada e sinta menos pressão ao se dedicar a ela.

Por exemplo, se ele precisa ler um livro para a aula de literatura, proponha que ele se dedique somente a um determinado número de páginas por dia. Ao completar a tarefa diariamente, seu filho se sentirá menos ansioso e mais seguro para dar um próximo passo.

Esteja presente: seu filho não gosta de estudar, mas não deve se fragilizar com o fato

Em alguns momentos, o fracasso será inevitável. E isso, é claro, é um processo natural da vida em todas as suas fases. Portanto, esteja sempre presente ao lado de seu filho quando essa for a situação.

Diante de uma atuação fraca, mesmo tendo cumprido metas de estudos e compreendido a importância da escola, ele não deve se sentir desmotivado ou desamparado. É fundamental que ele comece a entender que persistir e se dedicar são as chaves do sucesso.

E que não é porque falhou uma vez que o fato será uma constante em sua formação acadêmica. Além disso, faça com que seu filho se lembre de outras conquistas fortes que obteve até então, para que ele reconheça seus avanços e sinta-se autoconfiante.

Pronto! Se seu filho não gosta de estudar, você já sabe como pode ajudá-lo. Não se desespere e não repasse decepções e/ou ansiedade a ele. Esse é um processo gradual, que não acontece do dia para a noite.

Tem alguma outra dica sobre o assunto para compartilhar com nossos pais e leitores? Então, deixe um comentário e participe!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×